sábado, 19 de outubro de 2013

Rugby em cadeira de rodas nas escolas


Apresentação de Rugby em cadeira de rodas no Colégio Guaíra 




No dia 02 de outubro de 2013 os GLADIADORES foram convidados a realizar uma palestra com demonstração do esporte no COLÉGIO ESTADUAL GUAÍRA.

As atividades foram realizadas nos períodos da manhã e da tarde e os GLADIADORES representados pelos atletas HELDER JUNIOR, WAGNER SILVA e LEONARDO RODRIGUES apresentaram o Rugby em cadeira de rodas para os alunos.

Na palestra foi apresentado o básico do Rugby. Em quadra foi demonstrado um pouco de como é o jogo e realizado a vivencia dos alunos na cadeira esportiva com uma partida de confraternização entre alunos e atletas. 

Durante a partida os alunos demonstraram muito entusiasmo e empolgação. O sucesso foi tamanho que o número de cadeiras de Rugby disponíveis não chegou nem perto de ser suficiente para todos os interessados e para que todos participassem foi feito um rodizio entre os alunos que formaram uma grande fila para sentar nas cadeiras.



A palestra trouxe vários assuntos relacionados a lesão medular abordando um pouco do que é a deficiência dos atletas presentes e mostrando as diferenças físicas sutis que existem entre pessoas que possuem o mesmo diagnostico. Abordou também a boa pratica quando se oferece ajuda a um deficiente e os atletas falaram um pouco da história de cada um compartilhando suas experiências vividas até o momento, como adquiriram a deficiência, como foi a reabilitação e como chegaram ao esporte.

Durante a palestra foi explicado como é o jogo, quem pode jogar, o que é classificação funcional e qual sua finalidade para que os alunos entendessem um pouco melhor o paradesporto e o Rugby em cadeira de rodas finalizando com um pequeno vídeo dos melhores momentos da final do campeonato brasileiro de 2013.

Quando aberto para as perguntas todos demonstraram muito interesse nos assuntos que giram em torno de um para-atleta, desde questões sobre o dia-a-dia de um deficiente, preconceito, a rotina de um atleta até questões mais técnicas como quais os materiais de jogo, a qualidade dos materiais nacionais e importados, dificuldade de adquiri-los entre outros.




Com um comportamento exemplar dos alunos do COLÉGIO ESTADUAL GUAÍRA fechamos o dia com a certeza que o esporte é uma das melhores ferramentas para quebrar barreiras e preconceitos, e é também um excelente meio para apresentar a população em geral situações que fogem ao cotidiano e ao habitual.


2 comentários:

  1. Muito bom mostrar um pouco do dia a dia da vida de um para-atleta ,e divulgando o rugby para o futuro do nosso País que são as crianças,preparando-as para receber e respeitar as pessoas com deficiência.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa é a nossa intenção com esse trabalho

      Excluir